MEDITAÇÃO DA LUA CHEIA

luna-azul-30-07-2015

 

A meditação, que dura mais ou menso 15 a 20 minutos e que, como de praxe, deve começar por um relaxamento, um aquietamento do corpo e da respiração:

 

Primeiro Dia: O dia da Confiança

Eu confio na existência do Cristo, eu confio na existência da Hierarquia de Luz, eu confio na verdade de que todo homem é uma centelha de Vida da Deus, é a Realidade que sempre desabrocha e floresce vitoriosamente.

O Amor é a verdadeira expressão da Vida de Deus. O Amor é essencialmente, a compreensão da fraternidade, é o reconhecimento de que nós somos, todos, filhos do Pai Uno, e, por conseguinte, o Amor que nos une é piedade e compaixão, é compreensão e paciência.

Existe uma intenção, uma unidade muito íntima entre meu corpo físico e o sistema solar: O meu coração é a própria pulsação solar. EU SOU Amor.

EU SOU um Centro de Amor Divino, cada dia melhor manifestado aqui na Terra – confio nisso plenamente.

Esse trabalho divino de me transformar em Amor está sendo feito pelo próprio Centro do Amor Universo.  Com gratidão, entro agora em contato com esse Grande Centro e lá, em consciência, permaneço.

 

Segundo Dia: O Dia da Aspiração

A partir de agora, o meu veículo astral (isto é, o corpo, das minhas emoções e sentimentos) está sendo erguido a um patamar superior de sensibilidade, beleza adoração e enlevo.

Amor: eis a Herança, eis a natureza do Único Eu que somos todos nós.

Como eu e o Pai somos um, toda a minha confiança é depositada Nele e também neste EU que EU SOU.

EU SOU a própria Consciência. E nessa Consciência que Eu Sou, estão compreendidos todo o Universo e todos os mundos que ainda estão por vir.

Pois a Consciência que EU SOU e a Consciência que é Deus são uma única e a mesma Consciência.

 

Terceiro Dia: O Dia da Dedicação

A partir de agora, o meu corpo mental está sendo preenchido por muita energia e expandindo para abrigar nossos valores transcendentais.

À semelhança de um lótus, o cálice da minha consciência recebe agora os raios da Infinito. Eles são a energia de uma Nova Era e do Terceiro Milênio, e eu compreendo perfeitamente que essa energia não pode ser retirada pois tem que ser compartilhada e doada.

Firmo agora um solene compromisso: essa energia que está entrando será usada única e exclusivamente para a realização do Plano Divino e para a elevação da humanidade como um todo.

Eu me volto conscientemente para o Sol Central Interno, o Cristo em mim, esta esfera de Fogo Radiante que é o meu EU real – estre RU que EU SOU e que irradia luz e Amor em todas as direções.

Permaneço nessa Consciência durante todo o dia de hoje e nos dias futuros, envolvendo tudo e todos em Sabedoria e Amor.

 

Quarto Dia: Lua Cheia : O dia do Contato

Eu me reconheço com uma existência imortal, como um Deus Eterno e uma parcela de Infinito.  Não sou apenas Inteligência em ação, mas também sou Amor-Sabedoria. EU SOU Amor Inteligente expressando-se, livre e vitoriosamente.

Em virtude desse reconhecimento, eu comando: que se realize agora o Contato entre o Fogo mais alto que é em mim (o Cristo que EU SOU), o Fogo da Hierarquia Branca e o Centro Onde a Vontade de Deus É Conhecida ( a Casa do Pai  neste planeta, Shamballa)! Sim, que se realize e que seja agora! Já!

(Pausa. Puro silêncio, Atenção plena para o Contato, que já se realiza, Comunhão com Seres de Luz. Saudação à bela lua cheia, símbolo da Grande Mãe. Alegria, louvor, paz. Puro silêncio. Depois segue-se a Grande Invocação, que poderá ser para a Nova Era o que foi o Pai Nosso para o Cristianismo e o Salmo nº 23 para os judeus. Essa Invocação, a qu só tinha acesso os discípulos mais adiantados de todas as eras, foi transmitida à humanidade por Jesus, o Cristo, na lua cheia do signo de Gêmeos do ano de 1945.)

 

A GRANDE INVOCAÇÃO

 

Do Ponto da Luz na Mente de Deus

Flua Amor às mentes dos homens;

Que a Luz desça à Terra.

Do Ponto de Amor no Coração de Deus,

Fluas Amor aos corações dos homens;

Que o Cristo volte à Terra.

Do Centro onde a Vontade de Deus é conhecida.

Guie o Propósito as pequenas vontades dos homens.

O propósito que os Mestres conhecem e a que servem.

Do Centro a que chamamos raça dos homens.

Cumpra-se o Plano de Amor e Luz

E mure-se a porta onde mora o mal!

Que a Luz , o Amor e o Poder restabeleçam o Plano na Terra!

 

 

Quinto Dia: O Dia do Registro

Eu agora tenho acesso a um novo tipo de energia – é a própria energia da Vida, impregnada de propósito e ativada pela intenção.

Essa energia, então, começa a descer e a circular livremente em todos os meus corpos: ela se apossa do meu veículo mental, purifica o emocional, regenera o físico.

EU SOU.

EU SOU e me abro para o cosmo, para níveis mais elevados de Consciência e Vida.

EU SOU um ser divino que cada vez mais se expressa através de um corpo divino.

Luz, Amor e Poder – EU SOU!

 

Sexto Dia: O Dia da Assimilação

A Hierarquia Espiritual é um verdadeiro vórtice de atividade amorosa, o lugar onde se reúnem as energias provenientes do Centro de vontade Divina e da humanidade – é, pois, o Centro da Inteligência Divina. O Mestre Jesus Cristo se orientou para esse Centro, e por isso e também, como Cristo imanente que sou, também me oriento em sua direção.

(Um breve silêncio, em que se consideram os efeitos da transformação, de transmutação e de transfiguração que já vêm ocorrendo por conta do contato com a Hierarquia, que é o Grande Centro. Depois, o discípulo reconhece que: )

EU SOU um cidadão do Reino dos Céus e, como tal vivo como alma que sou, em todos os aspectos da minha natureza, através de minha mente e emoções e no plano físico da vida.

(Sendo um cidadão do Reino, o discípulo estabelece normas de conduta , tais como: )

Trato de amar, não de odiar.

Trato de servir, não de ser servido(a).

Trato de curar, não de ferir.

 

Sétimo dia O Dia da Irradiação da Ressureição

“Sede, pois, perfeitos como vosso Pai Celestial é perfeito”, disse Cristo. Por isso, eu reconheço a capacidade de todo ser humano para colocar-se em sintonia com a Mente do Cristo e conhecer o que Ele quer que se saiba.

Um dos efeitos da Luz e do Plano de Deus é a Ressureição, que significa vida plena, vida abundante.

EU SOU a Ressureição e a Vida, EU SOU a confiança plena no Cristo e na Hierarquia, EU SOU a firme decisão de expressar o Plano na Terra, EU SOU a coragem de me colocar a Serviço do Mundo.

Eu desempenho minha tarefa com séria aspiração. Eu olho para o alto e ajudo embaixo. Não sonho nem descanso: eu ajo, eu sirvo, eu oro. EU SOU a Cruz, EU SOU o Caminho.

Eu caminho sobre a Obra que faço, elevo-me sobre meu imolado eu. Mato o desejo e luto sem esperar recompensa. Eu renuncio à paz.

Perco o meu repouso e, na tensão da dor, perco também o meu eu.

Então, eu acho o meu Ru e entro na Paz!

 

EM PAZ

 

Em Paz termina a Meditação da Lua Cheia prescrita pelo Tibetano que apesar de ser o Mestre de vários Mestres da Fraternidade Branca , apresenta-se como “um discípulo tibetano de certo grau”.

(0)